São Paulo, terça-feira, 27 de junho de 2017 - 12:29.

Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Convocando instituições - parceiras.

"Ou você se compromete com objetivo da vitória, ou não."
(Ayrton Senna)

Prezados colegas do Movimento pelo Livro e Leitura Acessíveis no Brasil.

Incentivados pelas palavras de nosso querido e saudoso Ayrton Senna, continuamos nossa luta rumo a vitória final que é nossa inclusão definitiva no universo da informação e do conhecimento por meio do acesso aos livros e a leitura ampla, geral e irrestrita. Nossa Carta Aberta e o abaixo assinado continuam sendo repercutidos por todo Brasil. As assinaturas não param de chegar via Internet e as listas em papel continuam passando de mão em mão, de escola em escola, de empresa em empresa, sempre organizadas por pessoas obstinadas e incansáveis por essa causa mais do que justa.

O que é ainda mais impressionante é a chegada constante das instituições, ONGs, associações, entidades, entre outras, que tornam nosso abaixo assinado cada vez maior e mais sólido. Citando alguns dos apoios institucionais que chegaram nos últimos dias, podemos relacionar:

ADEVIMARI - Associação dos Deficientes Visuais de Marília;
ASSOCIAÇÃO 3IN;
Mais Diferenças;
Rede Esportiva Social;
Instituto Apóstolo Paulo;
Centro de apoio pedagógico ao deficiente visual de Pernambuco - CAP-PE;
Cooperativa do Portador de Deficiência de Pernambuco – CODEFIL;
Sociedade dos Amigos Ouvintes da Rádio MEC;
Grupo Brasil de Apoio ao Surdocego e ao Múltiplo Deficiente Sensorial; ABDV - Associação Brasiliense de deficientes visuais; Ahimsa –
Associação Educacional para Múltipla Deficiência; ABRASC-
Associação Brasileira de Surdocegos;
Instituto Inter-Americano sobre Deficiência & Desenvolvimento Inclusivo;
CENTRO DE VIDA INDEPENDENTE DE MARINGÁ;
CVI-BRASIL –
CONSELHO NACIONAL DOS CENTROS DE VIDA INDEPENDENTE;
AFAGA - Associação de Familiares e Amigos da Gente Autista...

A Todas damos as nossas melhores boas vindas e acreditamos que muitas mais ainda estão para chegar com certeza!!

E agora perguntamos a você que está lendo esse informativo: A instituição ou entidade de ou para pessoas com deficiência em que você acredita, trabalha, freqüenta, auxilia, colabora ou financia, está apoiando esse movimento? Voce já a questionou sobre isso?

Que tipo de vida independente e autônoma das pessoas com deficiência é defendida por ela? Voce tem idéia sobre isso? Você acredita que o desenvolvimento pessoal, escolar, cultural, social, político, profissional, acadêmico, entre outros de qualquer pessoa, é realmente possível sem o acesso irrestrito aos livros e a leitura e por conseguinte ao universo da informação e do conhecimento?

Pare um instante para refletir e nos responda, caso você seja uma pessoa sem nenhuma deficiência significativa que lhe impeça de acessar livremente qualquer tipo de leitura convencional, até onde você acha que teria chegado na vida se não tivesse tido a oportunidade de ler tudo que leu? Dá para imaginar? Envie-nos sua resposta se quiser.

Pode também nos solicitar a relação completa das instituições que até o momento fazem parte desse movimento.

Agora, dando continuidade em nossa série de depoimentos de colegas que estão em nosso abaixo assinado, trazemos hoje a narrativa de uma jovem cega que nos alerta para um ponto importantíssimo quando pensamos em leituras acessíveis. Não são apenas os livros das bibliotecas, escolas, colégios ou faculdades que nos impedem de prosseguir nosso desenvolvimento. Afinal, como ficam as apostilas de cursinhos preparatórios em geral, pré-vestibulares, de idiomas, de concursos, entre outros que precisamos cursar para nos aperfeiçoar, formar e informar com qualidade? Por acaso estamos de fora deles também? Acompanhemos então o depoimento dessa colega.

E você? Já enviou seu depoimento? Não quer aproveitar essa oportunidade para compartilhar com milhares de colegas igualmente excluídos as suas dificuldades e peregrinações dentro de um universo inacessível de livros e de leitura? Envie-nos seu depoimento e teremos a chance de divulgá-lo para todo Brasil e para todas as autoridades políticas e da sociedade civil que também estão recebendo esse informativo.

Para você fazer parte desse movimento e integrar nosso abaixo assinado é fácil. No caso de pessoa física, basta enviar nome completo e número de RG para o endereço eletrônico abaixo. Caso seja instituição, enviar razão social, número de CNPJ e quantidade de pessoas que representa para o mesmo endereço. Caso queira organizar lista de assinaturas em papel, entre em contato e orientaremos para onde você pode enviar as listas preenchidas para devido registro e totalização.

Endereço eletrônico para assinaturas: livrouniversal@yahoo.com.br

E não se esqueçam, a Carta Aberta que vai colada abaixo é o veículo mobilizador de nosso abaixo assinado. As pessoas e instituições que já estão e as que ainda vão apoiar, devem conhecer seu conteúdo, conscientizando-se plenamente de nossas reivindicações.

Cordialmente,

Naziberto Lopes
Coordenador do Movimento pelo Livro e Leitura Acessíveis no Brasil.

 

Lista dos principais boletins do MOLLA:

 

Continue navegando:

 

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.