São Paulo, terça-feira, 27 de junho de 2017 - 12:38.

Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Desacordo com Editora Record.

Com relação a Editora Record, www.record.com.br Site externo., a tentativa de compra do livro que desejava foi totalmente tumultuada, complicada e impossível. Em momento algum a editora se colocou em uma posição de abertura ou demonstrou remota possibilidade para o fornecimento.

A atitude da empresa foi sempre me encaminhar para instituições especiais para cegos como a Fundação Dorina Nowill em São Paulo ou o Instituto Benjamin Constant no Rio de Janeiro, indicando claramente que para esta empresa o meu lugar como pessoa cega era unicamente dentro dos muros daquelas instituições.

Não tive outra alternativa a não ser fechar a via do diálogo e abrir a via do enfrentamento. Como sempre, procurei a ajuda do Ministério Público Federal e representei denúncia contra a editora por preconceito e discriminação.

Mais uma vez expresso meu sentimento de pesar contra uma empresa editorial, desta feita, a Editora Record.

Fiquem com o histórico abaixo:

Primeira tentativa de contato:

À Editora Record Ltda.
A/C: Depto. Comercial / P. Física.

Prezados senhores,

Meu nome é Naziberto Lopes de Oliveira, sou estudante de Psicologia na Universidade São Marcos, em São Paulo / SP. Preciso adquirir livros para minhas pesquisas acadêmicas e complementação de meus estudos universitários, e visitando o sítio desta nobre editora, deparei-me com o título e a pequena sinopse que colo a seguir:

Título: MEMÓRIA DE MINHAS PUTAS TRISTES
Autor: Gabriel García Márquez
ISBN: 8501072656
Gênero: Ficção Estrangeira - Romance
Páginas: 128
Formato: 14X21
Preço: R$ 24,90

Primeira obra de ficção do autor colombiano em dez anos, MEMÓRIA DE MINHAS PUTAS TRISTES desfia as lembranças de vida desse inesquecível e solitário personagem em mais um vigoroso livro de Gabriel García Márquez.

Adianto aos senhores que sou pessoa com deficiência visual total (cego) e preciso adquirir a obra referenciada num formato acessível as minhas especificidades de leitor. Informo que esses formatos precisam estar impreterivelmente no padrão texto, ou seja, .txt, .doc ou .rtf, compatíveis com o editor de textos mais conhecido do mundo, o MS-Word da Microsoft.

Esclareço que tenho instalado em meu computador pessoal, assim como em alguns computadores da Universidade que freqüento, programa que permite a uma pessoa cega acessar tranquilamente esses textos, bem como páginas da Internet, entre outras ferramentas e dispositivos da informática.

Esse programa se chama "Virtual Vision" e os senhores poderão saber mais sobre ele no site de seu fabricante que é: www.micropower.com.br Site externo., um produto totalmente nacional e revolucionário dentro do conceito de acessibilidade para pessoas com deficiência visual.

Assim sendo, solicito a compra do livro acima citado, no formato que foi indicado e para isso preciso saber como poderei fazer para efetuar o pagamento e em quanto tempo receberei o produto.

Contando com a colaboração dos senhores, despeço-me no aguardo de uma resposta positiva para minha solicitação, pois preciso com certa urgência dessa leitura.

Coloco-me a disposição para maiores esclarecimentos a respeito de meu pedido.

Atenciosamente,

Naziberto Lopes de Oliveira.

Primeira resposta negativa da editora:

From: "Mariana Ribeiro (Marketing Direto)" <marianar@record.com.br>
To: "NAZIBERTO" <consceg@yahoo.com.br>
Sent: Friday, September 02, 2005 3:26 PM
Subject: RES: Solicitando um livro em formato específico

Prezado Naziberto,

Agradecemos o seu e-mail e informamos que não temos esse programa.

A política da Editora Record é ceder os direitos, sem ônus, para a entidade especializada na publicação específica em braile ou gravação de Livro Falado, desde que não haja fins lucrativos. Citamos, como exemplo, a Fundação Dorina Nowill para cegos, home-page www.fundacaodorina.org.br

Cordialmente,

Mariana Ribeiro (Marketing Direto)

Tel.: (21) 2585-2002

Fax: (21) 2585-2085

@ Segunda tentativa de compra:

À Editora Record Ltda.
Depto. Marketing Direto.

Prezada Mariana, em momento algum eu solicitei a compra do programa Virtual Vision, acredito que a Srta. não deva ter compreendido a minha mensagem como eu pretendia. Afinal, vocês são editores de livros e não vendedores de produtos de informática.. Confesso que não seria capaz de fazer uma confusão dessas. Mas tudo bem, procurarei esclarecer:

Eu solicitei a compra de um livro, livro em formato acessível às minhas especificidades de leitor com deficiência visual. O programa Virtual Vision eu já tenho. coloquei o sítio do fabricante apenas para que vocês pudessem ter uma noção do que eu disponho de equipamento e ferramental para ler o livro que irei comprar.

Com relação a Fundação que vocês referenciaram em sua resposta, confesso que não a conheço, e nem preciso dela para nada. Sou um consumidor autônomo, estabeleço relações comerciais com as mais diversas empresas fornecedoras de produtos ou serviços por minha própria vontade e condição. Nunca solicitei a intermediação dessa ou de qualquer outra fundação ou instituição para esses fins.

Outra coisa é que não leio braile e nem gosto de livros falados, gosto e prefiro dos livros acessíveis em formato texto, como já havia deixado claro na mensagem anterior. Não entendi porque vocês me indicaram para lá, afinal, estou entrando em contato com vocês e não com eles, não os elegi como intérpretes ou intermediadores de minha solicitação. Caso tivesse feito, vocês não receberiam uma mensagem direta de minha pessoa.

Pois bem, agora que procurei esclarecê-los a respeito de minha condição e de minha solicitação, reforço a minha pergunta e o meu pedido de compra do livro anteriormente citado. Adiantando também que ele não será utilizado com fins lucrativos, eu não pretendo revendê-lo, não sou livreiro ou coisa parecida, é para uso próprio, preciso para meus estudos particulares.

Caso estivesse solicitando uma compra para fins lucrativos, estaria requerendo algumas dezenas do mesmo livro e ainda pleitearia um desconto no preço para aumentar minha margem de lucro.

Sem mais, aguardo sua resposta positiva para minha solicitação. Continuando a disposição de vocês para qualquer outro esclarecimento.

Atenciosamente,

Naziberto Lopes de Oliveira.

Segunda resposta protelatória da editora:

De: "Mariana Ribeiro (Marketing Direto)" <marianar@record.com.br>
PARA: "NAZIBERTO" <consceg@yahoo.com.br>
Assunto: RES: Solicitando um livro em formato específico
Data: segunda-feira, 5 de setembro de 2005 17:45

Prezado Naziberto,

Agradecemos o seu e-mail.

Repassamos o mesmo para os nossos departamentos: Editorial e Divulgação Escolar.

Aguarde contato.

Cordialmente,
Mariana Ribeiro (Marketing Direto)
Tel.: (21) 2585-2002
Fax: (21) 2585-2085

Terceira tentativa de compra:

Prezada Sra. Mariana Ribeiro,

Desde o dia 5 deste mês de Setembro, estamos no dia 21, a Editora Record ficou de me dar uma resposta para a requisição que encaminhei a respeito do livro que preciso adquirir junto a essa editora e que colo a seguir:

Título: MEMÓRIA DE MINHAS PUTAS TRISTES
Autor: Gabriel García Márquez
ISBN: 8501072656
Gênero: Ficção Estrangeira - Romance
Páginas: 128
Formato: 14X21
Preço: R$ 24,90.

Gostaria de saber em definitivo qual a posição da Editora Record quanto a minha solicitação. Insisto numa posição definitiva, para que eu possa providenciar outros meios de consegui-la. Acredito que já tiveram tempo suficiente para pensar nesse assunto.

Sem mais, colo abaixo todo histórico de nossa conversação até aqui.

Atenciosamente,

Naziberto Lopes de Oliveira.

Terceira resposta negativa e final da Editora:

De: "Mariana Ribeiro (Marketing Direto)" <marianar@record.com.br>
PARA: <consceg@yahoo.com.br>
Assunto: RES: Terceira tentativa de adquirir livro da Record
Data: sexta-feira, 23 de setembro de 2005 14:59

Prezado Sr. Naziberto,

Infelizmente não será possível atender a sua solicitação da forma proposta pelo senhor, ou seja, a compra em formato eletrônico do livro Memória de Minhas Putas Tristes, pelo que nos desculpamos.

Os contratos com nossos autores nos habilitam a vender seus livros em formato tradicional, a brochura. Estamos condicionados a esse tipo de contrato; a Editora Record não comercializa nenhum tipo de produto em formato eletrônico.

Em função disso sugerimos, em e-mail anterior, a intermediação de uma instituição especializada no trabalho com deficientes visuais. A Editora Record, sem ônus, cederia o livro que poderia ser disponibilizado pela própria entidade, desde que sem fins lucrativos, para qualquer interessado, nos formatos acessíveis aos deficientes visuais. Acreditamos inclusive que tais instituições também trabalhem com o programa Virtual Vision, disponibilizando em suas bibliotecas o acesso aos livros por este meio. Ressaltamos que não tínhamos o menor intuito de ofendê-lo com essa sugestão, apenas viabilizar a sua demanda. Citamos uma instituição apenas como exemplo; a possibilidade está aberta a qualquer entidade reconhecida por seu trabalho com deficientes visuais.

Ademais, para a maioria dos títulos em catálogo, preservamos em arquivo apenas os fotolitos, necessários para as reedições.

Pedimos desculpas pela demora em lhe enviar essa terceira mensagem. Como lhe comunicamos, enviamos o seu e-mail para outros departamentos e, em paralelo, entramos em contato com a fundação vinculada ao Instituto Benjamim Constant (IBC). Soubemos que estabelecem parcerias para as diversas publicações, porém tudo é regulado por contratos. No caso dessa fundação, os contratos incluem a autorização do próprio autor para a edição em braile, com posterior distribuição dos livros para bibliotecas especializadas.

Mais uma vez solicitamos desculpas e nos disponibilizamos para quaisquer outros esclarecimentos.

Cordialmente,

Mariana Ribeiro (Marketing Direto)
Tel.: (21) 2585-2002
Fax: (21) 2585-2085

Minha quarta mensagem constatando a exclusão:

De: "NAZIBERTO" <consceg@yahoo.com.br>
PARA: "Mariana Ribeiro (Marketing Direto)" <marianar@record.com.br>
Assunto: Re: Terceira tentativa de adquirir livro da Record
Data: sexta-feira, 23 de setembro de 2005 15:28

Que pena Senhora Mariana, que infelicidade que a editora Record queira me tratar como uma pessoa tutelada e esteja querendo me expropriar de meu direito legítimo de leitor. Sua resposta evidencia uma negativa em me fornecer o produto que preciso e que somente vocês, repito, somente vocês tem a posse absoluta sobre o mesmo, deixando-me de mãos e pés atados para qualquer tipo de alternativa. As saídas que me oferecem me ofendem e me reduzem a condição de criança tutelada e ainda no estágio de total heteronomia.

Sinto informá-la, assim como a Editora Record, que sou forçado a procurar meus direitos em outro lugar, um lugar muito diferente do que procurei até agora, ou seja, do diálogo e da negociação pacífica.

Não me resta outra alternativa.

Apenas informo-lhe que acabei de adquirir livros nas condições que preciso junto a editora Vozes, assim como junto ao grupo SUMUS Editorial, que prontamente se dispuseram a me vender o livro desejado, sem nenhum tratamento diferenciado, aviltante e reducionista para minha condição humana.

Que pena que com os senhores não foi da mesma maneira.

Nos veremos em outros fóruns.

Atenciosamente,

Naziberto Lopes de Oliveira.

Lista das Editoras e autores excludentes - As frustrações.

 

 

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.