São Paulo, terça-feira, 27 de junho de 2017 - 21:23.

Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Governo Federal libera R$ 150 milhões para aquisição de livros.

O Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, reuniu-se com representantes do setor livreiro para anunciar a liberação de R$ 150 milhões, que serão destinados à aquisição de livros pelo FNDE.

Na tarde de ontem (08/04), o Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, reuniu-se com representantes do setor livreiro para anunciar a liberação de R$ 150 milhões, que serão destinados à aquisição de livros pelo FNDE.

A liberação da verba de R$ 150 milhões para a aquisição de livros pelo Governo Federal é a grande notícia de 2009 para o mercado editorial. Pelo menos, até este momento. O assunto foi debatido em Brasília ontem (08/04), durante reunião com o Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. Participaram a presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), Rosely Boschini, o deputado federal Antônio Palocci (PT-SP), Galeno Amorim, diretor do Observatório da Leitura, o vice-presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), Roberto Feith, o presidente da Associação Brasileira de Editores de Livros (Abrelivros), Jorge Yunes, e o presidente do Grupo Santillana, Andrés Cardó.

Os representantes do segmento livreiro entregaram um documento elaborado pelo Observatório da Leitura, em que constavam diversos problemas que poderiam advir da decisão tomada pelo Congresso Nacional no último trimestre de 2008, quando a verba de R$ 150 milhões, destinada ao Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi suspensa.

Entre os pontos críticos, os empresários elencaram: a falta de dicionários para 37 milhões de estudantes da rede pública de ensino, justamente em um período em que todos passam por uma adaptação à Reforma Ortográfica; a retração do Programa de Aquisição de Livros para Portadores de Deficiência; e o encolhimento do Programa Nacional da Biblioteca Escolar (PNBE), que distribui anualmente milhões de livros de literatura nas escolas públicas de todo o País.

Rosely Boschini comemorou a decisão: "Investir no FNDE é investir no futuro do País. Livros são instrumentos fundamentais à construção da cidadania", afirmou.


Fonte: Câmara Brasileira do Livro.
http://www.cbl.org.br/telas/noticias/detalhes.aspx?id=633 Site externo.
Data: 24 de abril de 2009.

 

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.