São Paulo, segunda-feira, 11 de dezembro de 2017 - 19:41.

Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Pessoas com Deficiências Testam Rodoviária.

Em uma atividade que precedeu a Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, entre 21 a 28 de agosto, eles apontaram as falhas do projeto arquitetônico que dificultam o acesso ao atendimento. As principais reivindicações fazem parte de um documento entregue à concessionária Veppo, que administra a rodoviária.

- A rampa principal não tem corrimão, alguns restaurantes têm degraus na entrada, não há sinalização especial para cegos, e o meio-fio não é rebaixado na faixa de segurança para a passagem de cadeiras de rodas. É um descaso - afirma o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Paulo Kroeff.

Com um movimento diário de 1,5 mil ônibus e uma circulação média de 40 mil usuários, a rodoviária deve passar por uma reforma. Ao menos, é o que promete o gerente de operações da Veppo, Giovanni Luigi. Segundo ele, uma empresa de consultoria será contratada para apresentar um projeto para adaptá-la às necessidades dos usuários que possuem deficiência.

- Vamos analisar as reivindicações. Algumas podem ser executadas rapidamente, como as inscrições em braile nos corredores. Outras merecem maior reflexão: instalar avisos sonoros, por exemplo, causaria uma enorme poluição, devido ao número de partidas e chegadas de ônibus - explicou.

As dificuldades

DOS DEFICIENTES VISUAIS

DOS DEFICIENTES AUDITIVOS

DOS CADEIRANTES

Fonte: Jornal Zero Hora.
Data: 19 de agosto de 2009.

 

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.